quarta-feira, 12 de julho de 2017

Manifestações culturais do Rio Grande do Sul

A construção de Santa Fé continua em duas frentes; de um lado as maquetes que, neste momento, estão em processo de pintura, de outro, a edificação histórico-literária segue sendo desenvolvida. Na tarde de hoje, o assunto apresentado à turma 83 foi a questão cultural do Estado, por intermédio de contos e lendas gaúchas. Entre uma lenda e outra, aspectos de O tempo e o vento eram apresentados.

sexta-feira, 7 de julho de 2017


Nesta manhã, dia 07/07/2017, a pibidiana Letícia trabalhou com os alunos da turma 301 a questão das mulheres na obra o Tempo e o Vento e sua representatividade nos dias de hoje.

Houveram debates e a apresentação de cinco grandes mulheres da obra: Ana Terra, Bibiana, Maria Valéria, Luzia e Alice Terrá Cambará.
Como atividade, em trios, tiveram que escolher e descrever como uma das cinco mulheres seriam nos dias de hoje.




A não representatividade do negro na cultura gaúcha

Neste dia 07/07, foi realizada uma aula sobre a falta de representatividade negra na obra "O Tempo e o Vento" de Érico Veríssimo. Esta aula faz parte de um plano composto por várias atividades diversas que buscam utilizar a obra do escritor gaúcho como base para discussões maiores.

Durante a atividade, o bolsista encarregado discutiu desde a falta de personagens negros em "O tempo e o vento" até o racismo presente no estado do Rio Grande do Sul e, consequentemente, no Brasil. Os alunos pareciam estar bastante interessados e interagiram bastante, com perguntas, opiniões e colocações acerca do tema. A atividade foi realizada com duas turmar do terceiro ano do ensino médio.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cronologia

"Fim de 1789 ou começo de 1790
Bandidos castelhanos arrasam a estância de Maneco Terra e matam todos os homens adultos. Ana Terra, a cunhada e as crianças partem para as terras do Cel. Ricardo Amaral.
1801
Nessas novas lutas morre o cel. Ricardo Amaral.
1803
O filho do Cel. Ricardo, Chico Amaral, dá início às providências para fundar o povoado de Santa Fé."
2017
Professores de Matemática, Arte, Literatura, Ciências, História, Espanhol e bolsistas do Pibid Unisinos, em parceria com alunos do Colégio Estadual Engenheiro Ignácio Christiano Plangg, iniciam a construção de Santa Fé.
(Da cronologia de O tempo e o vento e da nossa programação deste ano)

IV Curta Plangg

Está encerrando a primeira fase do IV Curta Plangg. Como acontece em todas as edições, algumas turmas ficam pelo caminho e, assim, a média de curtas que participam de todo o processo fica em torno de seis. O grupo Pibid deu o assessoramento inicial, trouxe, inclusive, integrantes da AGEXCOM, da Unisinos, para que realizassem oficina de roteiro. Nos próximos dias, integrantes do Pibid irão passar nas salas a fim de recolher os últimos roteiros. O próximo passo é a escolha de locações, organização de datas para que sejam iniciadas as gravações.
O grupo Pibid irá montar um canal no Youtube para divulgação de trabalhos, entre outras atividades preparatórias para o Festival. Nas próximas semanas, serão apresentadas sinopses dos trabalhos participantes.
Na última semana, no dia 23/06/2017, os pibidianos Ariel e Letícia apresentaram módulos para as turmas do Ensino Médio. Os temas foram a Imigração alemã no Rio Grande do Sul (como ocorreu, os motivos, algumas curiosidades e a relação com o livro Ferro e Fogo) e Formação de Fronteira (como se deram as divisões territoriais).



quarta-feira, 21 de junho de 2017

Ocupando as terras do Cel. Amaral

Era uma noite fria de lua cheia. As estrelas cintilavam sobre a cidade de Santa Fé, que de tão quieta e deserta parecia um cemitério abandonado. Era tanto o silêncio e tão leve o ar, que se alguém aguçasse o ouvido talvez pudesse até escutar o sereno da solidão... (trecho de "O tempo e o vento", para ilustrar um trecho da aula de Matemática).