sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Os pibidinos, Letícia, Maurício, Luan e Raniéri apresentaram e irão apresentar, cerca de 15 módulos para os alunos do ensino médio e fundamental ao decorrer dos meses de junho, julho e agosto. Os tópicos apresentados até agora foram:
                                                                
·        Manifestações culturais no povo gaúcho;
Nesse módulo, a pibidiana Letícia apresentou a cultura no Rio Grande do Sul. Comidas típicas, vestimentas, músicas tradicionalistas, etc.
·        A falta de representatividade do negro na cultura gaúcha;
O pibidiano Maurício trabalhou com as turmas 301, 302 e 303 abordando a falta de personagens e a representatividade do negro na obra de Veríssimo e na cultura gaúcha em geral. Problematizamos também a questão das cotas e preconceito implícito na sociedade.
·        Religiosidade do povo gaúcho;
Maurício abordou as origens da fé do povo gaúcho, utilizando a obra de Veríssimo como plano de fundo.
·        Rodrigo Cambará e a representação da figura gaúcha;
Letícia problematizou o estereótipo da figura gaúcha, focando na violência e no machismo envolvendo a “fama” do homem neste estado.
·        A imigração alemã no RS;
Letícia, aqui também, trabalhou com a turma do ensino médio, o acontecimento deste importantíssimo evento no RS. A imigração e suas perdas culturais,o sofrimento e algumas curiosidades.
·        Evolucionismo X biodiversidade;
O pibidiano Luan, trabalhou com a turma 203 a flora, um pouco da fauna e os principais tipos de vegetação do RS principalmente na serra. Trabalhpu também o que é o pampa e seu conceito. Por fim abordou o mapa político relacionado com o mapa literário e relacionou com a teoria darwinista.
·        A revolta dos muckers;
Luan, nesse módulo, resgatou a história dos imigrantes alemães e falou sobre a revolta dessa família (Muckers) de imigrantes e focou na figura de Jacobina, relacionando com trechos de filmes.
·        Cidades originadas de sesmarias;
Raniéri trabalhou com a turma 83 a origem das sesmarias. Direcionou sua apresentação explicando o que eram lotes de terra que eram doadas pelos capitães das capitanias hereditárias à pessoas com poder político e militares de prestígio com o objetivo de criarem gado para abastecer o Brasil com carne e couro.  
·        Árvore genealógica;
Maurício trabalhou com a turma 303 a árvore genealógica dos Terra Cambará juntamente com o professor Vladimir. Resumidamente foi apresentado alguns dos principais personagens da obra.
·        Mulheres na obra;
As mulheres na obra foi trabalhado com a pibidiana Letícia. Ela focou a discussão no feminismo, machismo e preconceito com as mulheres ainda nos dias de hoje e naquele tempo contra as mulheres do Tempo e o Vento.



A construção das maquetes da cidade de Santa Fé estão à todo vapor!

     Os alunos do ensino Fundamental, com a ajuda da professora de artes, Ana Sofia e do professor de matemática, Jaques, estão produzindo as casas, o cemitério, a figueira e até mesmo o lugar no qual Pedro Missioneiro foi sepultado.
       Dê uma olhada em como estão ficando a arte desses alunos:












quarta-feira, 12 de julho de 2017

Manifestações culturais do Rio Grande do Sul

A construção de Santa Fé continua em duas frentes; de um lado as maquetes que, neste momento, estão em processo de pintura, de outro, a edificação histórico-literária segue sendo desenvolvida. Na tarde de hoje, o assunto apresentado à turma 83 foi a questão cultural do Estado, por intermédio de contos e lendas gaúchas. Entre uma lenda e outra, aspectos de O tempo e o vento eram apresentados.

sexta-feira, 7 de julho de 2017


Nesta manhã, dia 07/07/2017, a pibidiana Letícia trabalhou com os alunos da turma 301 a questão das mulheres na obra o Tempo e o Vento e sua representatividade nos dias de hoje.

Houveram debates e a apresentação de cinco grandes mulheres da obra: Ana Terra, Bibiana, Maria Valéria, Luzia e Alice Terrá Cambará.
Como atividade, em trios, tiveram que escolher e descrever como uma das cinco mulheres seriam nos dias de hoje.




A não representatividade do negro na cultura gaúcha

Neste dia 07/07, foi realizada uma aula sobre a falta de representatividade negra na obra "O Tempo e o Vento" de Érico Veríssimo. Esta aula faz parte de um plano composto por várias atividades diversas que buscam utilizar a obra do escritor gaúcho como base para discussões maiores.

Durante a atividade, o bolsista encarregado discutiu desde a falta de personagens negros em "O tempo e o vento" até o racismo presente no estado do Rio Grande do Sul e, consequentemente, no Brasil. Os alunos pareciam estar bastante interessados e interagiram bastante, com perguntas, opiniões e colocações acerca do tema. A atividade foi realizada com duas turmar do terceiro ano do ensino médio.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cronologia

"Fim de 1789 ou começo de 1790
Bandidos castelhanos arrasam a estância de Maneco Terra e matam todos os homens adultos. Ana Terra, a cunhada e as crianças partem para as terras do Cel. Ricardo Amaral.
1801
Nessas novas lutas morre o cel. Ricardo Amaral.
1803
O filho do Cel. Ricardo, Chico Amaral, dá início às providências para fundar o povoado de Santa Fé."
2017
Professores de Matemática, Arte, Literatura, Ciências, História, Espanhol e bolsistas do Pibid Unisinos, em parceria com alunos do Colégio Estadual Engenheiro Ignácio Christiano Plangg, iniciam a construção de Santa Fé.
(Da cronologia de O tempo e o vento e da nossa programação deste ano)

IV Curta Plangg

Está encerrando a primeira fase do IV Curta Plangg. Como acontece em todas as edições, algumas turmas ficam pelo caminho e, assim, a média de curtas que participam de todo o processo fica em torno de seis. O grupo Pibid deu o assessoramento inicial, trouxe, inclusive, integrantes da AGEXCOM, da Unisinos, para que realizassem oficina de roteiro. Nos próximos dias, integrantes do Pibid irão passar nas salas a fim de recolher os últimos roteiros. O próximo passo é a escolha de locações, organização de datas para que sejam iniciadas as gravações.
O grupo Pibid irá montar um canal no Youtube para divulgação de trabalhos, entre outras atividades preparatórias para o Festival. Nas próximas semanas, serão apresentadas sinopses dos trabalhos participantes.