sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Projeto Machado de Assis





No dia 15-12, ocorreu no colégio a apresentação dos vídeos que foram gravados a partir de adaptações de contos do autor Machado de Assis. A proposta foi iniciada com turmas de 2º ano pelo professor Vladimir. Cada grupo de alunos ficou responsável por uma tarefa de maneira que todos se engajassem no projeto. Ao término, foram premiadas com kikitos de chocolate as melhores categorias (Ator, atriz, destaque, edição, roteiro, cenário/figurino).

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O uso de vídeo em sala de aula

No último dia 27 de novembro a Unisinos promoveu, dentro do Projeto PIBID, a palestra da Professora Doutora Luiza Carraveta, que abordou a utilização de vídeo em sala de aula. A partir de seu vasto conhecimento sobre o assunto, de modo prático, objetivo e, sobretudo, claro, a professora entrou em meandros da técnica de produção audiovisual sem promover um distanciamento do público e, além disso, fez interessantes considerações sobre o que o professor pode utilizar em sala de aula em termos de imagens televisivas e cinematográficas. Para exemplificar um dos pontos da palestra, cabe ressaltar a ideia de que, na escola, quando o professor tiver a intenção de trabalhar um filme com seus alunos, ele deverá ter bem claro o objetivo daquela narrativa fílmica nas atividades subsequentes. Além disso, outro dado que poderíamos sublinhar é a não indicação, por parte da professora, de longas narrativas em sala de aula, pequenos vídeos teriam melhor resultado.
Ao trabalho do Colégio Plangg, a palestra foi de fundamental importância, pois a entidade desenvolve há dois anos um trabalho de produção de vídeos experimentais, sejam propagandas, adaptações de obras literárias, registros de saraus poéticos, lendas urbanas, enfim, uma série de trabalhos audiovisuais com alunos dos ensinos fundamental e médio.
O uso de recursos de gravação de som e imagens, a produção de adaptações literárias com alunos nunca passou, dentro da escola, de vídeos experimentais e nem tem a intenção de ultrapassar essa zona fronteiriça entre o experimental e o amador, mesmo porque, entre os alunos e professores não há profissionais da área. Como razão da realização de trabalhos dessa natureza está a inserção dos discentes na leitura. A obra lida, contextualizada, adaptada, debatida e gravada com a utilização de vários elementos cênicos desenvolve um processo de imersão do aluno em seu contexto narrativo e, como fator resultante disso está um maior e mais completo entendimento da obra. Durante o ano, pelo menos uma vez cada turma tem uma experiência "cinematográfica", momento em que os alunos vestem-se de atores, diretores, dramaturgos, enfim, têm a possibilidade de interação com a obra literária e com o mundo da publicidade. Os resultados até agora têm sido satisfatório, a última experiência deste tipo foi idealizada pelas alunas do PIBID/UNISINOS. Para 2011 os projetos estarão sendo planejados em reuniões durante o mês de janeiro.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Reunião com amigo secreto dia 11-12-2010 - grupo PIBID

PIBID Plangg
PIBID Letras

Análise dos livros didáticos

Perguntas para análise:
  1. Como o conteúdo é abordado?
  2. A gramática é relacionada com a atualidade?
  3. Tem relação com o Enem, vestibular?
  4. Existe a presença de outras áreas de conhecimento?
  5. Apresenta projetos de ensino?


Livro de Português, vol. único

Contém 437 páginas e aborda os conteúdos de 1º, 2º e 3º anos. Está dividido em literatura, gramática e produção textual. O conteúdo é explicado de maneira a facilitar o aprendizado. É apresentado um texto sobre o assunto, com imagens. São citados os principais autores da época. O livro faz referência a filmes e leituras complementares. Por fim, são propostos exercícios e alguns capítulos encontramos questões do Enem e de vestibular.
A parte de gramática deixa a desejar, pois faz uma breve explicação do assunto, com poucos exemplos (exemplos difíceis). A gramática é relacionada com a atualidade, pois traz diversas “tiras” de personagens diferentes para chamar a atenção dos alunos. Também traz textos do cotidiano como cartão postal, convite, bilhete, e-mail, manual, receita culinária.
Nessa análise encontramos também a presença de textos de outras áreas do conhecimento. Isso faz com que o aluno aprenda a gramática e a interpretação de texto e ao mesmo tempo, aprende sobre um assunto de outra área.
O livro apresenta exercícios diversos, mas não apresenta nenhum projeto.


Livro de Português – Linguagens, 1º ano

      Apresenta conteúdo de gramática, literatura e produção de texto.
      O conteúdo abordado traz exemplos de textos e a partir deles são trabalhados alguns assuntos. Traz também imagens e tiras. Por último são propostos alguns exercícios para fixar a aprendizagem dos alunos.
      A gramática está relacionada com a atualidade, pois traz “tiras” e imagens atuais. Os assuntos gramaticais são expostos com uma explicação bem aprofundada. Isso contribui para o conhecimento e aprendizado.
      O livro apresenta exemplos e exercícios, mas não traz nenhuma questão de vestibular e Enem.
      Alguns textos citados e expostos no livro abordam assuntos de outras áreas do conhecimento.
      O livro também apresenta alguns projetos.


Livro de Português – Linguagens, 2º ano

      Apresenta conteúdo de gramática, literatura e produção de texto.
      O conteúdo é apresentado de maneira bem próxima ao livro de 1º ano. Quanto a gramática, exemplos e exercícios, todos são apresentados no mesmo modo do livro de 1º ano. O que diferencia é o conteúdo em si, mas no que diz respeito a estrutura do livro, ele constitui na mesma ordem.


Livro de Português – Linguagens, 3º ano

      Apresenta conteúdo de gramática, literatura e produção de texto.
      Por ser da mesma editora, dos mesmos autores e da mesma coleção, os livros de 1º, 2º e 3º anos seguem todos a descrição do livro de 1º ano (feito anteriormente).
      No livro de 3º ano são apresentadas questões de vestibular intitulado “Em dia com o vestibular”. Esse é o único item que diferencia esse livro dos  dois anteriores.


Lições do Rio Grande – 1º, 2º e 3º anos

      O livro não apresenta apenas assuntos da disciplina de português, mas também de outras áreas de conhecimento, como matemática, geografia, sociologia.
      O conteúdo é abordado através de textos. O livro respeita a abordagem pré-leitura, leitura e descoberta, pós-leitura. Previamente a exposição dos textos aos alunos, é feito uma abordagem em que o livro apresenta questões que o professor poderá realizar com a turma ou imagens relacionadas ao assunto. O gênero trabalhado no capítulo de português e literatura é a crônica. A gramática que é abordada no livro são os tempos verbais (pretérito perfeito, pretérito imperfeito e presente do indicativo). Ela é inserida após a pré-leitura e a leitura e descoberta.


Constatações feitas a partir das análises dos livros didáticos

      A partir da análise feita com livros específicos de português e literatura e as “Lições do Rio Grande”, percebe-se que eles apresentam uma proposta distinta.
      Constatou-se primeiramente que o “Lições do Rio Grande” aborda todas as disciplinas que compõem o currículo escolar. Além dessas, apresenta conteúdos extra classe, como dança, música, teatro, artes visuais, dificilmente encontradas em livros didáticos convencionais. A proposta deste livro é bem abrangente, porém o conteúdo é muito pouco aprofundado. Trabalho com projetos de ensino e com gramática contextualizada, ao contrário de alguns livros didáticos.
      Pode-se concluir que as tentativas de resignificar as práticas pedagógicas são fundamentais para o processo de ensino e aprendizagem. Deve-se avançar muito nesta área e iniciativas como o livro “Lições do Rio Grande” servem como alicerce para o avanço da qualidade do ensino.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Varal poético


                                                                                                           VARAL POÉTICO

Idealizado pelo grupo PIBID/UNISINOS, o projeto “varal poético”, foi executado pelo professor Fábio Uriel com uma turma de primeiro ano de Ensino Médio. As fotos apresentadas são a culminância de um trabalho de três semanas, que envolveu a leitura de soneto de Camões, poemas de Augusto dos Anjos, aliados à música de Renato Russo, além de apresentações teóricas a respeito do fazer poético.

 

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Proposta de um projeto: Conversando com leitura

CONVERSANDO COM LEITURA


Objetivos gerais: ler e produzir textos em verso, apresentar aos alunos a heteronímia.

Objetivos específicos: proporcionar ao aluno um contato mais íntimo com o gênero lírico para que, desta forma, seja possível o desenvolvimento de uma sensibilização e, a partir disto, a aproximação com o universo da leitura.

Metodologia: a proposta inicial será que o aluno apresente-se, levando em conta aspectos de sua personalidade, de seus gostos, enfim, de sua maneira de ser, com a utilização de um poema que tenha algo em comum com a sua individualidade. O professor irá solicitar que o aluno organize uma carta sem destinatário específico e, no conteúdo desta seja escrito apenas o texto escolhido, identificada a autoria. O segundo passo é a apresentação do significado de heterônimos, momento em que, de acordo com a opção do professor, Fernando Pessoa poderá ser trabalhado. O exemplo do autor descrito anteriormente, será somente para ilustrar esse recurso literário.
Cumpridas as etapas de escolha de poema e conhecimento de heterônimos, o aluno criará um para si e assinará a sua carta, com um respectivo pseudônimo. O professor recolherá os poemas de apresentação de seus alunos e os entregará ao outro supervisor de Letras do PIBID, que distribuirá os textos entre seus alunos ou de outro professor, aleatoriamente. O aluno da turma destinatária irá ler vários poemas-apresentação e escolherá um com o qual irá manter correspondência. O aluno, após escolher o correspondente da outra escola, anotará o heterônimo de seu futuro amigo literário, devolverá a carta ao professor e, em seguida, irá se apresentar também com a utilização de um poema. A devolução da carta ao professor é para que os alunos possam alternar os destinatários.
Após a apresentação mútua, os alunos enviam outras cartas nas quais várias perguntas serão feitas, nos mais variados aspectos. Ao receber essa nova correspondência, o aluno deverá respondê-la, mas não de modo objetivo e sim através de versos e estrofes de outros poemas que venham ao encontro dos questionamentos.
(As próximas etapas do projeto serão organizadas a partir da repercussão inicial. Como atividades idealizadas, podemos citar a alternância entre turmas e escolas, a produção de ideias do próprio heterônimo, a criação de um blog comum entre as quatro escolas e, de acordo com a viabilidade, um encontro entre os participantes em determinada data para que os heterônimos possam ser desvendados.)

Duração: um mês (para o processo de apresentação e resposta).

Justificativa: O gosto pela leitura dar-se-á pelo contato do aluno com temas de seu interesse, a abordagem de sua própria personalidade com a utilização de arte literária, esse encontro consigo mesmo e a apresentação ao outro faz com que, indiretamente, o apreço pelas letras seja ativado. A partir daí, outros gêneros e outras formas de produção textual poderão ser trabalhados, pois foi criado um alicerce de afetividade no ato de ler.

Avaliação: o presente projeto é um ato de investigação. Como tal, acredita-se que atribuir uma avaliação numérica objetiva irá numa direção contrária ao que será investigado, que é, justamente, os caminhos a serem percorridos para que a leitura seja difundida entre os adolescentes. A nota colocaria a obrigação ao trabalho, o fazer pelo prêmio. Assim, a própria aceitação do projeto estará sendo observada, ou seja, o trabalho do professor diante de uma avaliação. Ao docente, cabe avaliar seus alunos nesse processo de estímulo-resposta de uma forma subjetiva, que leve em conta aspectos formativos.


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Feira do Livro de Porto Alegre






Tivemos, no dia 10 de novembro, a oportunidade de acompanhar as turmas do Ensino Fundamental à Feira do Livro de Porto Alegre. Juntamente com o professor Vladimir, ficamos responsáveis pelas turmas 61 e 71. Logo fomos alertadas da má fama da turma 61. Todos nos desejaram sorte e muita paciência.
Nossa saída estava marcada às 8:30 em frente ao colégio. Mas houve um atraso, pois fomos surpreendidos com uma mochila repleta de latas de cerveja (Nova Schin) encontradas por um professor. O portador das bebidas é integrante de uma turma de 7ª série e não pode participar da ida à Feira do Livro. Esse imprevisto nos causou um atraso de 1 hora.
No ônibus, ao longo da viagem, pudemos relaxar ao som inigualável de músicas brasileiras selecionadas pelos próprios alunos. Como por exemplo: “Desce aí novinha...”, “Parapapapapapapapapa...”, “Morro do Dendê é ruim de invadir...”. Após 1 hora de viajem, chegamos ao destino.
Ainda pela manhã visitamos o Santander Cultural, onde vimos uma exposição de Robert Wilson. Em seguida, passamos pelo Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo. Ao meio dia, os alunos foram liberados, podendo almoçar e mais tarde apreciar a feira.
A volta para Novo Hamburgo foi marcada para às 15:30. Não houve transtornos, pois os alunos chegaram na hora e no local marcado.
A experiência foi bastante produtiva, pois tivemos um contato mais próximo com os alunos e professores do colégio. Concluímos que o passeio que realizamos superou nossas expectativas.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Já é o nosso quarto mês de atuação no Plangg passamos agora para uma nova fase: a observação de aula. para isso elaboramos o seguinte roteiro:

ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO DE AULA
Turma:                                             Número de alunos:                                      Data:
Disciplina:                                                                              Professor:                                           
Fases da aula:

Fase
Tipo de atividade
Forma social


















































Em relação as atividades:
- As atividades são dinâmicas? Quais são elas?
- As atividades são baseadas apenas no livro didático?
- Como os alunos reagem as atividades propostas?
- As atividades são feitas de tal forma que podemos perceber que o professor tem um objetivo com ela, ou elas aparecem só para matar tempo?

Em relação ao conteúdo:
- Qual é o conteúdo? Ele é atual?

- É possível perceber que os alunos estão aprendendo?

Em relação ao professor:
- O professor é seguro em sala de aula?
- O professor é autoritário ou é uma autoridade?
- O professor é respeitado pelos alunos?

Em relação aos alunos:
- A turma é motivada? Como os alunos demonstram isso?

- Os alunos são disciplinados?

- Eles compreendem bem a proposta do professor?

Em relação a aluno x professor:
- Como se da a relação de ambos na sala de aula?
- As duas parte se respeitam?

O roteiro serve para no guiar durente a observação e também para que todas as bolsistas realizem uma observação padrão. Assim será mais fácil de realizar um debate posterior sobre as observações.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Mostra Literária do Plangg

     Realizamos no dia 3 de novembro a "Mostra Literária do Plangg". Durante 3 semanas nos preparamos para o evento. Separamos os materiais danificados pelos alunos na biblioteca e fizamos cartazes de divulgação. Decidimos não revelar qual o objetivo da mostra, com o intuito de surpreendê-los.
     No dia, colocamos no saguão da escola durante o intervalo todos os livros estragados encontrados na biblioteca. Para enfatizar o problema, utilizamos classes e cadeiras também estragadas pelos alunos. Ainda haviam cartazes com questionamentos para que os alunos pudessem refletir a respeito.
     A reação dos alunos do Ensino Médio do turno da manhã, para eles, em um primeiro momento foi de estranheza. Aos poucos alguns grupos se aproximaram para conferir do que se tratava. Houveram alunos que se impressionaram e acharam interessante e outros que não demostraram nenhum interesse. Pudemos ouvir muitos comentários dos alunos a respeito do péssimo estado dos livros.
     A tarde, resolvemos fazer novamente a mostra para o ensino fundamental. Dois professores também trouxeram suas turmas (2ª e 6ª séries) para analisarem os livros. Os alunos da tarde ficaram mais indiferentes que os da manhã. Alguns até chegaram a procurar seus nomes nos livros rabiscados.
     Procuramos com este trabalho conscientizar os alunos para que cuidem dos materiais da escola. Gostaríamos de enfatizar que o problema não será erradicado, inicialmente pretendemos apenas causar uma reflexão sobre o assunto. Se os alunos absorverem essa ideia já será de grande valia.

Oficina de poesia

Oficina de Poesia

Professor: Fábio
Tempo de duração: 6 períodos (3 semanas)

Primeira semana:
O professor apresentará aos alunos o projeto “Oficina de Poesia”.
Em seguida, lerá o poema “Amor é fogo que arde sem se ver” de Luís Vaz de Camões.
Após, fará uma discussão com os alunos.
Em outro momento, ouvirá a música “quem inventou o amor” de Legião Urbana e haverá outra discussão.

Segunda semana:
O professor falará aos alunos do poeta Augusto dos Anjos.
Lerá poemas diversos com os alunos.
Os alunos irão à biblioteca e retirarão um livro de poesia dentre os pré-estabelecidos pelo professor.
O professor explicará a tarefa para os alunos, em que eles devem selecionar um poema de sua preferência (a tarefa será elaborada em casa), observando a temática presente no poema (o tema central do poema, do que se trata).

Terceira semana:
Os alunos irão trazer os poemas selecionados e suas análises dos poemas.
Todos os alunos confeccionarão um varal e farão círculos para discutirem o que fora trabalhado.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010


A entrada da escola
  Apresentando a escola Ignácio Plangg


A mascote da escola


<>
Pátio da escola e algumas salas de aula


Sala de aula


A secretaria


Mural com todas as atuais turmas do Plangg em homenagem aos 40 anos da escola


Sala dos professores


                                                                                                               A biblioteca



 
O refeitório
A sala de informatica
Salas extras de educação física, teatro e outros



Quadra de esportes

 

Cantinho das assinaturas

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Aniversário do Plangg

Ocorreu no último dia 06 de outubro o aniversário de quarenta anos de autorização de funcionamento do Colégio. Nesta oportunidade algumas homenagens foram feitas e, para brindar a data, alunos e professores compartilharam agradáveis momentos, saboreando tortas trazidas pelas turmas.
No último dia 27 de outubro, ainda em comemoração aos 40 anos, houve o desfecho do projeto mural, através do qual quatro décadas do Bairro Canudos e da cidade Novo Hamburgo foram pesquisados. Os trabalhos foram expostos reunindo dados históricos e curiosidades a partir dos anos 70 até a atualidade.
No início dos trabalhos, na manhã de quarta-feira, após pronunciamento da diretora Marta Borges, alunos protagonizaram fragmentos de "Liberdade liberdade", de Millôr Fernandes e Flávio Rangel, além de apresentação musical com teclado. Pelo saguão da escola, permanecem expostas pesquisas realizadas.

Projeto de contos: Machado de Assis

Projeto realizado em parceria do grupo Pibid/ Unisinos e Colégio Ignácio Christiano Plangg.

Disciplina Literatura

2º ano de Ensino Médio

Turmas: 202, 203 e 204

Duração: sete semanas

Professor: Vladimir Fernando Schnee Krueger

Objetivos gerais:
- Trabalhar o gênero conto, com textos de Machado de Assis.

Objetivos específicos:
- Proporcionar aos alunos um conhecimento acerca de Machado de Assis, além de contextualizar o autor no século XIX;
- Construir, após a leitura uma compreensão da narrativa e também a possibilidade de dialogar esta com a atualidade;
- Trabalhar os elementos das narrativas;
- Propor a adaptação de um conto do autor para a encenação.

Metodologia:
O professor escolhe oito contos de Machado de Assis, as turmas irão ler as narrativas, trocar ideias para que um entendimento seja construído de forma eficaz. Cada turma escolherá um conto para que este seja adaptado para teatro. O professor passa o filme Dom e, após propoe um debate com o qual o psicologismo de Machado de Assis será explorado, além de outras carcterísticas do autor.
Após a gravação dos contos, o material será editado em um DVD e, em determinada data no mês de dezembro, será realizada uma cerimônia de apresentação dos trabalho para a escola, momento em que serão premiados os trabalhos de acordo com as seguintes categorias: melhor ator, melhor atriz, melhor cenário, melhor texto adaptado e melhor conjunto, item que congrega todos os trabalhos realizados pela turma, com seus aspectos teóricos, literários, de produção textual e cênicos.
Formam-se os grupos para iniciação dos trabalhos, cada turma será dividida em seis grupos, cada um responsável por uma tarefa específica:
- primeiro grupo: fica responsável pela contextualização do século XIX (principais acontecimentos, costumes, descobertas, ...);
- segundo grupo: encenação para gravação;
- terceiro grupo: vida, obra e características de Machado de Assis. Análise de um conto do autor;
- quarto grupo: confecção de cenário e iluminação;
- quinto grupo: análise dos elementos da narrativa presentes no conto de Machado de Assis. Apresentação de um conto contemporâneo e proposta dialógica entre as duas narrativas;
- sexto grupo: adaptação do conto escolhido pela turma para o gênero dramático.

Justificativa:
A partir da necessidade de trabalhar Machado de Assis no segundo ano do Ensino Médio, como norteia o plano de estudo do colégio, propor "um festival de cinema" proporciona ao aluno não apenas a leitura de determinados contos, mas também a interação dos discentes com a produção literária do autor. Escolher Machado de Assis para o desenvolvimento de ações cênicas se justifica pela forte presença da psicologia em suas obras.

Avaliação:
O presente trabalho terá um nota de zero a dez pontos e, desta forma, estarão sendo avaliados aspectos formativos, consideradas as atuações dos alunos do decorrer do processo, pontualidade, comprometimento de ações, organização, pesquisa e, por fim, criatividade.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Diário de Campo

Mês: Agosto


18-8-2010 (Manhã)

- Conhecemos as dependencias da escola;
- Fomos apresentadas aos funcionários;
- Recebemos uma cópia do Projeto Político Pedagógico (PPP);
- Esplanação dos Planos de Estudos e Planos de aula por Trimestre.


25-8-2010 (Manhã e tarde)

- Elaboramos e efetivamos entrevistas com a bibliotecária, merendeiras e o monitor.


Mês: Setembro

 
1-9-2010 (Manhã e tarde)

- Digitamos e elaboramos algumas entrevistas;
- Assistimos o ensaio da peça que foi apresentada no dia 7 de setembro. A peça é um trecho do livro "Ana Terra" coordenado pelo professor Vladimir.


8-9-2010 (Manhã e tarde)

- Formulação de entrevista para 4 alunos e para o professor de física;
- Realização da entrevista com a vice-diretora;
Iniciação do levantamento de livros da biblioteca.


15-9-2010 (Manhã e tarde)

- Continuação do levantamento da biblioteca;
- As entrevistas foram digitadas;
- Criação do blog.


22-9-2010 (Manhã e tarde) e 29-9-2010 (Manhã)

-  Organização da biblioteca nas prateleiras. Classificação por ordem alfabética e por obra brasileira e estrangeira.


Mês: Outubro


6-10-2010 (Manhã e tarde)

- Término da organização da biblioteca;
- Planejamento do Projeto de Leitura.


13-10-2010 (Manhã e tarde)

- Leitura do PPP;
- Planejamento da "Mostra de Literatura do Plangg";
- Elaboração e postagem do artigo de opinião sobre o PPP da escola.


20-10-2010 (Manhã e tarde)

- Discussão sobre as atividades a serem realizadas nas próximas semanas;
- Leitura do regimento da escola;
- Postagem de entrevistas e criação do diário de campo no blog;


27-10-2010 (Manhã e tarde)

- Preparação para "Mostra Literária";
- Montar o plano de poesia;
- Planejamento de aula (Machado de Assis);
- Apresentações do aniversário da escola;
- Ler texto sobre conselho de classe;
- Mural (planejamento);
- Seleção de livros estragados para a mostra literária.


3-11-2010 (Manhã e tarde)

- "Mostra Literária" e artigo de opinião sobre;
- Projeto "Oficina de Poesia";
- Postar material no blog.


10-11-2010 (Manhã e tarde)

- Feira do Livro em Porto Alegre.


17-11-2010 (Manhã e tarde)

- Assistir aula de Literatura e História;
- Artigo sobre Feira do Livro;
- Postar material no blog.


24-11-2010 (Manhã)

- Falar sobre próximas tarefas;
- Início da análise dos livros didáticos.


1-12-2010 (Manhã e tarde)

- Término da análise dos livros didáticos;
- Textos sobre aulas observadas;
- Digitar material;
- Assistir aula de história;
- Assistir gravação de conto.


8-12-2010 (manhã e tarde)

- Formulação da apresentação de final de ano;
- Material postado no blog;
- Organização dos poemas para a apresentação de ano.


15-12-2010 (Manhã e tarde)

- Apresentação e premiação do projeto Machado de Assis;
- Relatório de atividades especiais do mês de novembro e dezembro;
- Material postado e digitado.


5-1-2011 (Manhã e tarde)

- Pôster "Machado de Assis";
- Estudo do livro "o Vídeo Educativo".


7-1-2011 (Manhã e tarde)

- Término do pôster;
- reorganização dos planos de estudos;
- organização do trabalho sobre arte semiterial.


10-1-2011 (Manhã e tarde)

- Curso de acentuação, pontuação e orações subordinadas.


12-1-2011(Manhã e tarde)

- Reunião Eli;
- Reescrita dos planos de estudo;
- continuação do projeto arte cemiterial;
- pôster.


14-1-2011 (Manhã e tarde)

- Pôster;
- projeto sobre charges;
- planejamento das próximas atividades;
- relatórios mensal e individual;
- término  da reescrita dos planos de estudo;
- continuação do projeto arte cemiterial.


16-2-2011 (Manhã e tarde)

- Pôster;
- projeto charge;
- projeto arte cemiterial;
- reunião sobre os próximos projetos.


18-2-2011 (Manhã e tarde)

- Pôster;
- leitura de texto e escrita de artigo;
- apresentação sobre o PIBID para reunião de professores.


22-2-2011 (Manhã e tarde)

- Término do pôster;
- apresentação para professores (organização);
- postagens no blog.


23-2-2011 (Manhã e tarde)

- Gravação de vídeo para projeto "Literatura além da morte";
- acompanhamento de reunião de professores.


24-2-2011 (Manhã e tarde)

- Elaboração de texto referente a reunião (para blog);
- apresentação de PP para professores do colégio;
- projeto "Imagem e Poesia";
- projeto de contação de histórias;
- projeto rádionovela.

Mês: Abril


01-04-2011 (Manhã e tarde)

- Redação dos relatórios individuáis;
- Teorização dos projetos "Curta Plangg", "Oficina de leitura", "Oficina Textua", "Literatura além morte" e "Imagem e palavra";
- Seleção de contos para o projeto "Curta Plangg".

07-04-2011 (Manhã)

- Seleção de contos para o projeto "Curta Plangg";
- Observação de aula de português.

08-04-2011 (Manhã e tarde)

- Seleção de contos para o projeto "Curta Plangg";
- Análise de fotos para o projeto "imagem e palavra";
- Análise de textos produzidos pelos alunos para o projeto "Produção textual";
- Organização do ppt sobre argumentação para o projeto "Produção textual";
- Reunião sobre as próximas atividades;
- Elaboração das etapas do porjeto "Charge: humor em sala de aula".

12-04-2011 (Manhã)

- Continuação do projeto "Oficina de textos" (atuação em aula).

14-04-2011 (Manhã e tarde)

- Entrevista com os alunos sobre o uso da TV e internet;
- Leitura do PPP da escola;
- Análise de fotos para o projeto "imagem e palavra";
- Continuação do projeto "Oficina de textos" (atuação em aula);
- Seleção de contos para a oficina de produção textual;
- Observação de aula de português;
- Observação da aplicação do projeto "Produção textual";
- Organização de visitação na Unisinos para os 2º e 3º anos;
- Seleção de contos do concurso literário.


15-04-2011 (Manhã e tarde)

- Seleçao de fotos dos alunos do 1º ano para o projeto "Imagem e palavra".
- Continuação da elaboração das etapas do porjeto "Charge: humor em sala de aula";
- Observação da execução do projeto "Charge: humor em sala de aula";
- Análise de textos produzidos pelos alunos na ofina de textos;
- Entrevista com os alunos sobre o uso da TV e internet;
- Início da elaboração da oficína sobre TV e vídeo;
- Criação do primeiro concurso literário PIBID/LETRAS.

16-04-2011 (Manhã)

- Encontro na Unisinos com a professora Célia Dóris.

18-04-2011 (Tarde)

- Síntese de dicas de um bom texto para o projeto "Oficina de textos".
- Reformulação do concurso literário PIBID/LETRAS.

19-04-2011 (Manhã e tarde)

- Início da produção da resenha;
- Elaboração do PPT para a oficina sobre audiovisual;
- Preparação de material sobre gêneros para o projeto "Literatura além morte".

29-04-2011 (Manhã e tarde)

- Seleção de materias para a oficina sobre audiovisual;
- Palnejamento do projeto de ensino "Televisão em sala de aula";
- Continuação do projeto "Oficina de textos" (atuação em aula);
- Elaboração de proposta pedagógica com vídeos;
- Reunião sobre as próximas atividades;
- Redação do relatório mensal.

Mês Maio

05-05-2011 (Manhã)

- seleção de etapas para escrever um bom texto dissertativo argumentativo (projeto de argumentação);
- relatórios mensais.

06-05-2011 (Manhã e tarde)

- seleção de contos;
- conclusão do PPT para apresentação do evento "Vídeo em sala de aula";
- elaboração do convite para o evento do dia 7 de maio (vídeo em sala de aula);
- revisão do material para o evento;
- continuação do projeto Oficina de produção textual (2 turmas).

12-05-2011 (manhã) 

- divulgãção do projeto literário aos demais professores;
- correção de textos do projeto de argumentação;
- planejamento da 4° aula de argumentação.

13-05-2011 (Manhã e tarde)

- Correção dos textos (3° ano) do projeto de argumentação;
- apresentação para duas turmas de Oficina de produção textual.
- conversa sobre próximas atividades

19-05-2011 (Manhã)

- Observação da aula de artes com a professora Ana Sofia (aula referente ao projeto "Literatura Além da Morte");
- Organização da visita do chargista Tacho à escola.

20-05-2011 (Manhã e tarde)

- Estudo de avaliações externas;
- Início do relatório diagnóstico;
- Projeto "Contação de história".
- observação de aula de português.

26-05-2011 (Manhã)

- PPT argumentção para Oficina Textual;

27-05-2011 (Manhã e tarde)

- Correção das redações de 1º ano;
- Diagnóstico das deficiências dos alunos em produções escritas;
- Conclusão PPT;
- Preparação para aulas de literaturado projeto " Literatura além morte";
- Continuação do projeto "Contação de histórias";
- Entrevista com a Magda e Ana Sofia;

30-05-2011(Manhã)

- Aula para o segundo ano projeto "Literatura além morte";
- Preparação de aula literatura projeto;

03-06-2011 (Manhã e tarde)

- Recepção da nova bolsista Laura;
- Correção das produções textuais para diagnóstico;
- Elaboração relatório individual;
- Revisão do projeto " Contação de Histórias";
- Elaboração de projeto sobre Álvares de Azevedo;
- PPT sobre a 5ª etapa do projeto " Oficina de textos";
- Escolha de artigo para resenha;
- Preparação de aula sobre Mário Quintana e Lupcínio Rodrigues para o projeto " Literatura além morte";
- Preparação de aula sobre Álvares de Azevedo com teatro de sombras;

08-06-2011 (Manhã)

- Pesquisa biografica do compositor Lupcínio Rorigues para atividades do projeto " Literatura além morte";
- Pesquisa da lenda de Maria Degolada para atividades do projeto " Literatura além morte";
- Reorganização do projeto "prosa e verso".

09-06-2011 (Tarde)

-Participação do conselho de classe do ensino médio.

10-06-2011(Manhã e tarde)

- Elaboração de caderno de atividades;
- Correção e análise das produções textuais dos alunos para diagnóstico;
- Preparação da aula que ocorrerá no cemitério em Porto Alegre;
- Conclusão e divulgação do Concurso literário;
- Relatório diagnóstico da realidade escolar;
- Divulgação das últimas notícias no blog.

Julho:

01-07-2011

- Relatórios mensais teorizados;
- Plano de aula para o contação;
- Continuação do contação com as turmas;
- Seleção de poemas de Mário Quintana;
- Elaboração das resenhas;

08-07-2011

- Confecção do mural PIBID no Plangg;
- Digitação e adaptação de conto para o projeto “Curta Plangg;
- Digitação de roteiro de observação de aula;
- PPT sobre Mário Quintana;
- Aplicação e conclusão da oficina de produção textual;
- Palestra com Mário Amaral;
- Atualizações no blog;
- Elaboração do projeto”Explorando o Sul”;
14-08-2011

- Organização e exposição dos trabalhos do projeto “Imagem e Palavra”;
- Planejamento e organização do evento “Quintanares”;
- Pesquisa e seleção de fotos para o evento Quintanares;


15-08-2011

- Conclusão do relatório Diagnóstico
- Elaboração de PPT para apresentar aos professores do colégio Plangg;
- Reuniões de pauta;
- Observações de aula;
- Evento “Quintares” realizado com a visita de todas as turmas do ensino médio;
17-08-2011

- Participação dos cursos ocorridos no Wolfran Metzler e Plangg;
- Continuação da elaboração do projeto “Rádio Novela”;



quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Sobre o PPP...

A partir da leitura do Projeto Político Pedagógico do Colégio Estadual Engenheiro Ignácio Christiano Plangg, elaborado no ano de 2001, constatamos qual a filosofia da escola. O PPP foi elaborado pela antiga direção e trata dos princípios éticos, objetivos, finalidades, história e o contexto social de seus alunos.
De maneira sucinta e teórica, o documento aborda questões consideradas necessárias para um bom rendimento escolar, visando os alunos, professores, direção e demais... Também estabelece parâmetros para a aplicação de conteúdos, avaliação e as funções que devem ser desempenhadas por cada funcionário.
Através do conteúdo, pôde-se observar que o PPP não se enquadra mais na realidade atual da escola, tendo em vista que foi elaborado há 10 anos atrás. Faz-se necessário uma reorganização do documento, pois há itens que não condizem com o momento que a escola vivencia, como a questão do “Grêmio Estudantil” que não existe mais, mas é citado no PPP como algo presente.
Por fim, pôde-se verificar que falta um olhar mais detalhado, aprofundando o conteúdo de cada item a fim de retratar de forma mais clara a realidade da escola. Nessa nova organização é importante a participação efetiva de todos os membros da comunidade escolar Ignácio Christiano Plangg.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Engenheiro Ignácio Christiano Plangg

NOSSO PATRONO

NOSSO PATRONO
ENG IGNÁCIO CHRISTIANO PLANGG

Entrevistas realizadas

   
Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS
PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência
Edital nº 018/2010/CAPES

Colégio Estadual Engenheiro Ignácio Christiano Plangg
Canudos – Novo Hamburgo
Supervisor: Vladimir Fernando Schnee Krueger

Entrevistada: Bibliotecária
  1.      Dados de identificação:
Elisabeth.

2.      Qual a sua formação?
Graduada em História 2009/2 – Feevale.

3.      Qual a função exercida na escola?
Bibliotecária.

4.      Você ocupa atualmente o cargo para o qual obteve aprovação no concurso?
Não, no concurso fui aprovada para o cargo de monitora, mas fui deslocada para a biblioteca.

5.      Há quanto tempo trabalha na escola?
Há quatro anos.

6.      Você sente falta de formação específica para o cargo que exerce?
Seria ótimo possuir uma formação específica. Sem  formação adequada, às vezes é preciso “contornar a situação."

7.      Você já trabalhou em outra escola antes do Plangg?
Sim, durante quinze anos como merendeira.

8.      Na sua opinião, os funcionários de escola são valorizados suficientemente?
Não.

9.      A biblioteca oferece uma variedade de obras aos alunos?
Deveria haver mais variedade, muitos alunos procuram obras que não possuímos na biblioteca.

10.  Os alunos podem retirar os livros da biblioteca por quantos dias? Há multa e/ou dificuldades para a devolução?
Há certa dificuldade com alguns alunos para a devolução, mas a maioria devolve na data certa. Eles podem retirar livros por uma semana, se for muito extenso ainda há a opção de renovar. Em caso de atraso, há uma multa de R$ 0,50 por dia.

11.  Na sua visão, os alunos da escola são leitores?
Acredito que não, pois o número de alunos na escola é muito superior comparado à procura de livros.

12.  Você pretende trabalhar na sua área de formação?
Não pretendo, por problemas de saúde.

Entrevistado: Bibliotecário

1. Dados de identificação: Arlindo Martins Marques

2. Formação
Graduado em Estudos Sociais e Licenciatura plena em Geografia (UNISINOS e UNIJUÍ)

3. Tempo de trabalho:
Trinta e cinco anos e meio.

4. Funções exercidas atualmente:
Atendimento ao aluno, arquivo e registro de livros, auxílio aos alunos prar arealizar os trabalhos.

5. Como você percebe o trabalho dos docentes?
Os professores são limitados, as condições de trabalho, alunos com lacunas e deficiências. É díficil avançar para aulas de qualidade, o maior empecilho é a disciplina e o querer saber.

6. Qual a função da escola hoje?
Preparar mão-de-obra barata ao mercado de empregabilidade e poder aquisitivo a satisfazer o mercado de vendas e compras. As aulas se resumem a cumprir tarefas, a fazer peão barato. Está a serviço do modelo político e econômico e, ainda, ideológico da sociedade em que vivemos, sociedade de consumo.
O professor se acomoda e, ao mesmo tempo, sofre e é obrigado, para se manter, entrar no jogo. A aula se produz, é um lugar de se produzir conhecimento, mas para isso é fundamental a liberdade e a reponsabilidade pelo saber.

7. O discurso acadêmico está muito distante da prática em sala de aula?
Sim, o discurso acadêmico, o "científico" acadêmico anda longe da prática. Enquanto se estuda não há tempo para aprender saber. O acadêmico vira tarefeiro, não se prioriza a produção do saber, as informações não se efetuam em conhecimento, o acadêmico é consumidor, freguês, ...

8. Até que ponto a direção pode determinar o sucesso/ fracasso da escola?
A maior parte das direções de escola são por interesses pessoais, fugir da sala de aula ou cargo político partidário, manter um sistema ideológico, alimentar a sociedade de consumo com mão-de-obra de dóceis trabalhadores consumidores. Os diretores de escola apavorados, envolvidos na disciplina, comportamento. Não têm procupação com o verdadeiro cidadão, o conhecimento, a produção do conhecimento e ainda atrapalham o professor que está disposto a fazer.

9. Como você vê as questões políticas nas escolas estaduais?
As escolas estaduais vivenciam uma calmaria política, estamos produzindo analfabetos políticos. O ser político é ser comprometido como cidadão e as escolas estão alheias na produção de cidadãos. Os ídolos atuais estão na TV, que é um deus, é tudo, a escola é um lugar de forjar indivíduo para empregabilidade.

10. Pelo fato de ser professor em desvio de função, você acha que há diferença no relacionamento com os demais professores?
Apesar de vivenciar a sala de aula em torno de vinte anos, tenho saudade. O relacionamento com professores acho que não mudou, é bom.

11. Como é a sua relação com os alunos?
Me sinto bem relacionado com eles, me dizem que sou parceiro, amigão, ...

12. Você, após vários anos de docência, sente uma diferença nas questões salariais e valorização pessoal?
O meu salário não mudou, é o mesmo e quanto a valorização pessoal digo que estou no lugar que escolhi. Não sou diretor para não entrar nesse jogo. 

Entrevistada: Merendeira
1. Dados de identificação:
Edi
2.      Como é organizado o cardápio semanal?
Na sexta-feira, as merendeiras se reunem para decidir o cardápio da semana seguinte.

3.      Quem é responsável pela organização do cardápio?
A CRE manda sugestões e as merendeiras montam o cardápio a partir dessa orientação, fazendo com que não haja repetições durante a semana.
3.      Há um acompanhamento de um nutricionista?
Não efetivamente, mas todas as sugestões enviadas pela CRE possuem um acompanhamento.

4.      Em média, quantos alunos consomem diariamente a merenda escolar? O que é
feito com as sobras da merenda?
Em média, quatrocentos e cinquenta alunos consomem por dia na escola, dependendo da merenda. As sobras, geralmente, são congeladas.

5.      Na sua opinião, o trabalho na escola é valorizado adequadamente?
Por parte dos alunos, sim.

Entrevistado: Monitor do Pátio
1.      Dados de identificação:
Henrique.

2.      Qual o cargo e funções que exerce? Há quanto tempo?
Cargo de monitor, inspetor escolar. Possuo a função de monitorar os alunos e trabalho há dez meses na escola.

3.      Qual a sua formação?
Curso superior incompleto, cursando História (licenciatura) – Feevale.

4.      Quais as dificuldades encontradas no dia-a-dia de trabalho?
Dificuldades com relação ao mau comportamento, educação ou deboche por parte dos alunos, decorrente do meio social em que vivem.

5.      Os alunos o respeitam?
Nem todos, é muito relativo.

6.      Na sua opinião, o trabalho na escola é valorizado adequadamente?
Nem tanto, principalmente pelos alunos. Às vezes, o trabalho é mais reconhecido pelos próprios funcionários.

7. Existe diferença no comportamento dos alunos se formos comparar o período da tarde com o da noite?
Sim, pela manhã os alunos são mais calmos e à tarde mais agitados (também pelo fato de ser Ensino Fundamental). Durante a noite os alunos parecem mais maduros.

8. Como é a sua relação com os demais funcionários da escola?
Bom, normalmente é um convívio tranquilo. É como uma família, algumas vezes temos que saber ceder também.

9.  Como você vê a importância da atuação do monitor nas escolas públicas? Como
essa profissão auxilia os professores?
Muito importante, é fundamental para coordenar e assistencializar a escola e os professores, um monitor impõe respeito.

Entrevistado: Monitora do Patio
       
1. Dados de identificação:
Mônica, 42 anos.

2. Qual a sua formação?
Ensino fundamental completo.

      3. Quanto tempo trabalha na escola?
6 anos.

      4. Qual é o seu cargo? Que funções você exerce?
O cargo é de merendeira. Pela manhã exerço a função de monitora de pátio e a noite de merendeira.

     5. Quais as dificuldades de trabalho?
Tenho que ter jogo de cintura e flexibilidade.

     6. Qual a sua relação com os alunos?
A relação é boa, procuro ser amiga deles, porém faço uso da autoridade quando é necessário.

      7.Qual a sua relação com os professores?
Muito boa.

       8. Qual a importância do seu trabalho para a escola?
A importância é de manter a organização.

       9. Você sente falte de uma formação específica?
Sinceramente, não.

       10. Recebestes algum curso de apoio?
 Não.

11. Você acha que o seu trabalho é valorizado?
 Pelas pessoas da escola sim, financeiramente não.

Entrevistado: Equipe de Limpeza 
      1. Dados de identificação:
Neusa. Maria.

       2. Qual a sua formação?
 Ensino superior em andamento (Neusa). Ensino Fundamental completo (Maria).

      3. Quanto tempo trabalha na escola?
3 anos (Neusa). 8 meses (Maria).

      4. Qual o nome do seu cargo?
Servente.

      5. Que funções você exerce? Quais as atribuições?
Limpeza geral da escola.

      6. Fizestes concurso para este cargo?
Não.

      7. Recebestes alguma orientação, por exemplo como lidar com produtos de limpeza, segurança do trabalho, etc., para exercer sua função?
 Sim, a CREA passa algumas orientações.

      8. Quais as dificuldades do trabalho?
O trabalho não possui dificuldades.

       9. Os alunos colaboram com a limpeza da escola?
 Sim, mas não muito.

      10. Os alunos fazem alguma atividade de limpeza?
Sim. Os alunos são responsáveis pela limpeza da sala de aula.

      11. Como é a sua relação com os alunos?
Tranqüila.

      12. Como é a sua relação com os professores?
Muito boa. Eles colaboram com a limpeza.

       13. Você acha que seu trabalho é valorizado?
 É pouco valorizado pela escola. Financeiramente também não é valorizado.

Entrevistado: Cantina

            1. Identificação:
Marilene.

            2. Quanto tempo possuem a cantina?
5 meses.

            3. Horário de funcionamento.
Horários de intervalo.

             4. Os lanches são bastante consumidos apesar de ter merenda da escola?
 É dividido.

            5. Qual é o lanche mais e menos vendido?
Os mais vendidos são folhados e pastéis. Os menos vendidos são os pastéis menores.

             6. Há restrições na venda de merenda?
Não pode ter muita gordura nem muito doce.

             7. Os lanches são preparados por quem?
Alguns são feitos pelos donos e outros são comprados por terceiros, mas são assados e fritos pelos donos.

             8. Há fiscalização? De quanto em quanto tempo?
Sim, da direção. Toda a semana.

Entrevistado: Professor de Física

            1. Identificação:
Maquenzi.

            2. Formação:
Física- licenciatura.

            3. Tempo de magistério:
4 anos e meio.

            4. Tempo de escola:
5 anos.

             5. Além do Plangg, tens experiências em outras escolas? Quais?
 Sim, Sapiranga, Estância Velha (Escolas públicas). Em São Leopoldo (particular)

            6. Quais as diferenças entre as escolas?
Privado paga mais e exige mais resultado do professor.

            7. Quais são as dificuldades encontradas no dia a dia?
O comportamento dos alunos e a falta de interesse.

             8. Que tipo de recurso você utiliza para deixar suas aulas mais atrativas?
             Laboratório, documentários e vídeos.

             9. Qual é a sua relação com os alunos?
 É uma relação boa.

             10. Atualmente sabemos que os alunos não são leitores. Isto interfere de alguma maneira as suas aulas? 
 Com certeza, pois eles não tem habilidade para interpretar os exercícios e por conseqüência não conseguem resolvê-los.

Entrevistado: Vice Direção

            1. Identificação:
Magda.

             2. Formação:
Faculdade de educação física.

             3. Tempo de magistério:
14 anos.

             4. Quanto tempo de escola:
10 anos.

             5. Quais as dificuldades encontradas no trabalho?
Nós temos a questão da violência entre as meninas principalmente na parte da tarde. O que provoca estas brigas é o bulling.

             6. Quais as suas funções?
Vice diretora no turno da manha e a tarde, apoio pedagógico.

            7. Qual é a sua relação com os alunos?
É uma relação tranqüila que envolve respeito e medo. 90% dos aluno possuem uma relação boa comigo.

             8. O que achas que deveria ser melhorado na escola?
A relação da família com a escola, pois os pais não participam como deveriam participar.

             9. Junto ao cargo de vice diretora, você também leciona?
Não, no momento não leciono.

            10. Pelo fato de haver 3 vice diretoras, como são realizadas as tarefas?
         Em cada turno trabalhamos da mesma forma. Quando precisamos decidir algumas questões todos participam.

Entrevista: SETOR FINANCEIRO

             1. Identificação:
 Serlane.

             2. Qual é a sua formação?
Graduada em administração- matemática.

             3. Há quanto tempo trabalhas na escola Plangg?
 4 anos.

             4. Qual o nome de seu cargo?
Assistente administrativo financeiro.

             5. Que funções você exerce e quais as suas atribuições?
 É tudo relacionado com o financeiro. Tesoureira do caixa escolar.

            6. Fizeste concurso para este cargo?
Pra este cargo não. Sou concursada para lecionar.

             7. Quais as dificudades do trabalho?
 Nenhuma.

             8. Como são feitas as compras da escola e como o dinheiro chega até a escola?
 É tudo repasse do governo federal e do governo estadual. Os recursos para a compra da merenda vêm do FNDE.

             9. Uma das coisas importantes da escola é a merenda. Qual o seu envolvimento com isso e quais os critérios que são levados em consideração na hora da compra?
A escola recebe uma sugestão de cardápio e a partir disto procuramos montar um cardápio com uma alimentação saudável, variada. 

           10. Quais as fontes de renda da escola (cantina, CPM)?
A cantina não é da escola, ela só aluga o espaço e recebemos dinheiro de repasses do governo federal e estadual.

            11. No caso de ocorrer um erro nas finanças da escola, quem é o responsável?
É a direção.

          12. Existe uma mensalidade facultativa? Qual o percentual de alunos que a pagam?
          Não possui mensalidade. Por ser uma escola publica, não pode cobrar mensalidade. O que a escola aceita é apenas as doações dos pais.

            13. Você acha que seu cargo é valorizado?
Sim. Exige muito conhecimento e há muito trabalho. 


Entrevista: Alunos

       1. Nome:
a)      Bruna
b)      André
c)      Flávio
d)      Paulo

       2. Idade:
a)      17 anos
b)      17 anos
c)      18 anos
d)      50 anos

      3. Ano/ série:
a)      3° ano
b)      3° ano
c)      1º ano
d)      1º ano

      4. O que acham da escola? De estudar aqui?
a)      Para uma escola pública é razoável, tem qualidade de ensino, uma boa estrutura.
b)      Há quadras para jogos e várias outras atividades que acontecem, na escola.
c)      Os professores e a estrutura são bons, mas a direção não é muito legal.
d)      Estrutura e professores muito bons, porém há muita indisciplina dos alunos.

      5. Qual é a sua relação com professores e colegas?
a)      Uma relação boa, de tolerância, apesar da turma ser desunida.
b)      Tenho uma boa relação com todos.
c)       Eu me relaiono bem com os professores e com os colegas.
d)       Boa.

      6. Qual é a importância que você dá aos estudos?
a)      É a base. Aprendemos a conviver em grupo, a respeitar as diferenças.
b)      Estudar é muito importante.
c)      É importante porque você tem mais chances no mercado de trabalho.
d)      Tudo é importante. Essa cadeia do conhecimento faz com que você aumente a sua interação em    todos os campos. Isso é cutura, é o conhecimento. A escola se propoe a isso formar um indivíduo.
      7. Pretende prestar vestibular? Para que?
a)      Agora não, mas futuramente pretendo fazer publicidade ou jornalismo.
b)      Não. Ainda não sei o que quero fazer.
c)      Não.
d)      Engenharia e economia.

      8. O que seus pais lhe falam em relação aos estudos?
a)      Eles me incentivam e me apóiam no que preciso.
b)      Acham muito importante ter que estudar.
c)      Falam que preciso de mais dedicação.
d)      Minha família sente-se encorajada pelo fato de eu ter voltado a estudar.

      9. Qual é a disciplina que mais gosta?
a)      Literatura
b)      Matemática
c)      Educação física
d)      Matemática e geografia
      10. Tens o hábito de ler?
a)      Gosto muito de ler. Freqüento assiduamente a biblioteca publica.
b)      Não tenho o hábito de ler livros, mas leio revistas e jornais.
c)      Não.
d)     Gosto e leio sempre.